Sindicato Classisista e de Luta fale conosco
Notícias

Notícias

OMISSÃO TOTAL DO GOVERNO COM ÓLEO NAS PRAIAS

Ícone Calendário28/10/2019
OMISSÃO TOTAL DO GOVERNO COM ÓLEO NAS PRAIAS

 

 

Há mais de dois meses, o litoral nordestino vem sendo atingido por uma mancha de óleo que vazou do oceano para as superfícies das praias. Em apenas 56 dias, já poluiu pelo menos 229 localidades, afetando não só o lazer e a alimentação da população, como também ameaçando o berço dos animais marinhos.

Segundo o balanço do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), divulgado na quarta-feira, mais de 87 municípios já foram afetados em todos os 9 estados do Nordeste: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Pernambuco.

O mais lamentável é que mesmo depois de tanto tempo, o governo federal ainda não tomou medidas cabíveis para solucionar o desastre e continua tratando como um caso insignificante. E deixa a competência para os governos estaduais, municipais e da própria comunidade, que se esforçam na limpeza das praias, que obviamente não tem sido o suficiente para barrar o avanço do óleo nos litorais. 

Para piorar, ainda não foram descobertas a origem e a causa do derramamento de óleo. Muito menos o infeliz responsável pela tragédia. Destaque para a ação voluntária da sociedade.

Os boatos eram de que o vazamento partiu de navios “fantasmas”, embarcações que navegam sem autorização legal, ou de barris de lubrificantes da Shell. Mas, a empresa emitiu nota de esclarecimento afirmando não ser a responsável pelo incidente. Informou que a reportagem do recipiente encontrado recentemente no mar se refere ao episódio ocorrido em 2018, na Bacia de Santos, que fica no litoral de São Paulo.

Impactos na Bahia

os impactos ambientais nas praias da Bahia se agravam. A situação só tende a piorar. Sete dos nove manguezais já foram afetados, prejudicando a reprodução da vida marinha: Jacuípe, Inhampube, Imbassaí, Itariri, Itapicuru, Subaúma e Pojuca.

Sem falar nos pescadores e marisqueiras, prejudicados devido à insegurança no comércio. De acordo com o relatório da Sudec, até terça-feira já tinham sido retiradas 231.517 toneladas de óleo da costa baiana.

Mesmo com a intensa fiscalização, monitoramento e limpeza das praias realizado pelos estados e municípios, o avanço do óleo não para. Em toda a Bahia, são 13 cidades contaminadas, como Salvador, Jandaíra, Lauro de Freitas, Conde, Camaçari, Vera Cruz, Itaparica, Cairu, Entre Rios, Maraú, Esplanada e Mata de São João.

Com as festas chegando, preocupações para o turismo. Itacaré, Morro de São Paulo, Boipeba e Garapuá, pontos turísticos do Estado, estão entre as regiões atingidas.

Fonte: SEEB/Ba

Parceiros

Parceiros

  • Contraf
  • Federação dos Bancários
  • Bancários Classistas
  • AFBNB
  • Fenae
  • Vermelho
  • ANABB
  • CTB
Enquete

Enquete

PARA VC O GOVERNO BOLSONARO