Sindicato Classisista e de Luta fale conosco
Notícias

Notícias

FRACASSO FAZ PAÍSES REESTATIZAREM EMPRESAS

Ícone Calendário09/10/2019
FRACASSO FAZ PAÍSES REESTATIZAREM EMPRESAS

 

 

As privatizações realizadas por grandes países na década de 90 foram um verdadeiro fracasso. Além da piora dos serviços, as nações ficaram vulneráveis às crises. No mundo, 884 empresa foram reestatizadas e 49 renacionalizadas entre 2000 e 2017. A maioria depois do abalo financeiro de 2008.

Na Europa, a tendência continua forte. Alemanha e França foram responsáveis por 500 reestatizações. Mas, outros casos são observados também no Japão, Argentina, Índia, Canadá e até nos Estados Unidos. O país referência para o capitalismo, os EUA estão na terceira posição da lista, com 67 reestatizações.

A informação da consultoria holandesa Transnational Institute (TNI) deveria servir de exemplo para o Brasil. Mas, o governo Bolsonaro ignora a realidade e segue com a política de desmonte das estatais. A intenção, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, é intensificar as privatizações em 2020 e "entregar tudo o que for possível" até 2022.

Em agosto, o governo anunciou o nome de 17 empresas a serem vendidas. Na lista, Correios, Telebras, Casa da Moeda e Serpro. As privatizações, no entanto, já começaram. Em julho, parte da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, foi vendida por apenas R$ 8,6 bilhões.  

Mesmo ciente de que as empresas estatais são fundamentais para o desenvolvimento de uma nação, o governo insiste em entregar o patrimônio nacional ao grande capital privado, sobretudo o estrangeiro. Um caminho que aumenta as desigualdades sociais vai jogar milhões na pobreza.

Fonte: SEEB/Ba

 

Parceiros

Parceiros

  • Contraf
  • Federação dos Bancários
  • Bancários Classistas
  • AFBNB
  • Fenae
  • Vermelho
  • ANABB
  • CTB
Enquete

Enquete

PARA VC O GOVERNO BOLSONARO