Sindicato Classisista e de Luta fale conosco
Notícias

Notícias

HSBC ACORDO ADITIVO E PPR SERÃO DISCUTIDOS NESTA SEMANA

Ícone Calendário18/12/2013
HSBC ACORDO ADITIVO E PPR SERÃO DISCUTIDOS NESTA SEMANA

Reunião poderá arrancar garantias do HSBC para direitos até agora previstos apenas em normativos internos

 A Comissão de Organização dos Empregados do HSBC se reunirá com representantes do banco inglês na quinta-feira 19, em Curitiba, para discutir, entre outras questões, a formalização do acordo aditivo específico à Convenção Coletiva dos Bancários (ACT) e a proposta de PPR 2014, para a área de vendas.

A dirigente sindical Liliane Fiuza ressalta a importância do encontro. “A reunião irá englobar temas como emprego, condições de trabalho, a nova proposta de remuneração e a possibilidade de fecharmos um acordo que garanta os direitos dos trabalhadores que atualmente estão incluídos apenas nos normativos internos da empresa.”

Também entrarão na pauta da reunião a formalização do ACT, junto ao HSBC, dos direitos já praticados (incluindo os debates sobre percentuais do plano de previdência complementar e a instalação da comissão paritária de saúde); a apresentação de crítica a proposta de PPR 2014, para o segmento de vendas, apresentado pelo banco, à Comissão de Empresa no dia 6 de dezembro.

Em debate, ainda, a reestruturação em curso das agências e mudança no perfil de atuação do Banco: fechamento de agências, fim da carteira PJ nas agências, abertura das agências de negócios. Serão tratadas, ainda, questões de emprego (impactos das medidas citadas anteriormente, demissões, demissões por justa causa) e a renovação do Acordo de Ponto Eletrônico.

“Esperamos que o resultado do encontro seja positivo e que possamos entrar em 2014 com uma situação mais favorável para os funcionários do banco”, almeja a dirigente Liliane Fiuza.

Fonte: SEEB/SP

 

 

 

 

Parceiros

Parceiros

  • Contraf
  • Federação dos Bancários
  • Bancários Classistas
  • AFBNB
  • Fenae
  • Vermelho
  • ANABB
  • CTB
Enquete

Enquete

PARA VC O GOVERNO BOLSONARO