Sindicato Classisista e de Luta fale conosco
Notícias

Notícias

INFLAÇÃO FICA ACIMA DO REAJUSTE DO MÍNIMO

Ícone Calendário12/01/2018
INFLAÇÃO FICA ACIMA DO REAJUSTE DO MÍNIMO

A divulgação do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do ano passado, de 2,95%, confirma que o trabalhador brasileiro que tem aumento salarial calculado de acordo com o mínimo teve perdas. O reajuste, de R$ 1,7%, ficou bem abaixo da inflação, pelo segundo ano consecutivo.

 

O mínimo, que inicialmente seria de R$ 965,00, passou para R$ 954,00. A redução se deu para cobrir o rombo dos cofres públicos causado por Temer, que, para se salvar das denúncias de corrupção, liberou bilhões em emendas aos parlamentares.

 

Com o reajuste baixo, a política de valorização do mínimo, implementada no governo Lula, vai para o ralo e quem perde é o país. Para se ter ideia, de 2003 a 2015, o aumento real do salário mínimo foi de 76%. Graças à medida, a economia nacional mudou de cara. O poder de compra das pessoas cresceu, assim como o mercado interno.

 

Com mais dinheiro no bolso, milhares de famílias saíram da pobreza extrema e passaram a fazer três refeições ao dia. A "classe média" também cresceu e o Brasil conseguiu finalmente reduzir as desigualdades sociais. Avanços que se perdem desde o golpe de 2016.

Parceiros

Parceiros

  • Contraf
  • Federação dos Bancários
  • Bancários Classistas
  • AFBNB
  • Fenae
  • Vermelho
  • ANABB
  • CTB
Enquete

Enquete

O QUE VC ACHA DO GOVERNO TEMER ?